CRM-ES: 9827
Cirurgião Geral - Terapia Nutrológica

Notícias

Mitos e Verdades do Ovo

Matéria exibida ontem no Jornal ESTV 2ª edição sobre o Ovo - benefícios, mitos e se podem ser considerados um substituto à carne.

BENEFÍCIOS NUTRICIONAIS DO OVO =
✅ Fonte de proteínas e aminoácidos essenciais.
✅ Fonte de vitaminas lipossolúveis (A, D, E, e K).
✅ Fonte de vitaminas do complexo B.
✅ Fonte de minerais e oligoelementos – ferro,sódio, zinco, fósforo, manganês e potássio.
✅ Fonte de ômega-3. 
✅ Fonte de colina. 
✅ Ótimo alimento sacietório e recomendado para quem quer emagrecer – devido à rica quantidade de proteínas (que sao digeridas mais lentamente, aumentando a o gasto energético).

CONSUMO SAUDÁVEL = cozidos, sem adição de óleo, podendo ser cozido na mesma água que legumes.
✅ No máximo, 3-5x/semana, devido ao alto teor de gordura presente no ovo.
✅ Atletas/musculação = 2-3 claras/dia, devido à quantidade de albumina presente nessa parte do ovo --> recuperação/restauração muscular. Lembrando que o excesso pode gerar sobrecarga renal.
✅ Consumo do ovo cru= não é recomendado devido à presença de bactérias na casca do ovo (Salmonella spp) que são destruídas apenas quando o alimento é exposto a temperaturas >50 °C (cozinhamento).

CLARA X GEMA =
✅ Clara – contém aminoácidos essenciais, albumina e menos gordura.
✅ Gema – rica em ferro, ácido fólico, colina, antioxidantes (luteína e zeaxantina) e substâncias que diminuem a pressão arterial. Portanto, é na gema que se encontram os lipídios, vitaminas e minerais.

EFEITOS SOBRE O COLESTEROL LDL = por muito tempo, o ovo foi considerado o grande vilão do colesterol ruim, devido à quantidade de colesterol em uma unidade. Entretanto, novos estudos/pesquisas foram surgindo e essa hipótese tornou-se um MITO, pois foi comprovado que a maior parte do nosso colesterol é produzido pelo próprio metabolismo, não sendo APENAS O COLESTEROL DE UM ALIMENTO o responsável por aumentar o colesterol total sérico. Dessa forma, é importante ressaltar que a alimentação tem sim seu papel nos níveis de colesterol sanguíneos, mas não é a única responsável – e sim, uma associação com fatores genéticos, consumo de gorduras saturadas e trans, falta de atividade física, pouca ingestão de fibras, ômega-3, etc. Há pouco tempo, descobriu-se um efeito “protetor” do ovo quanto aos níveis séricos de colesterol – a presença de gorduras monoinsaturadas e poli-insaturadas que, respectivamente, elevam o colesterol bom (HDL) e reduzem os níveis de ruim (LDL).

EFEITOS SOBRE O SNC = a gema do ovo é rica numa substância chamada colina - relacionada com a síntese de fosfolipídeos (constituinte das membranas celulares). Dessa forma, acaba auxiliando no desenvolvimento cerebral e neuronal. Além disso, a colina faz parte do metabolismo da acetilcolina – neurotransmissor que auxilia na concentração, memória e capacidade cognitiva.

EFEITOS SOBRE O EMAGRECIMENTO = o ovo é um alimento considerado funcional, rico em proteínas de lenta digestão – que aumentam o gasto energético e a saciedade do indivíduo. Dessa forma, auxiliam no emagrecimento. Além disso, possui triptofano – uma substância do metabolismo da serotonina – neurotransmissor do prazer/saciedade.

EFEITOS ANTIOXIDANTES = carotenoides, vitamina A, E, ácido fólico, zinco, magnésio e selênio – todas substâncias antioxidantes presentes no ovo que auxiliam no combate dos radicais livres responsável pelo dano celular.

CONSERVAÇÃO E ARMAZENAMENTO ADEQUADO = ovos devem ser guardados dentro da geladeira (nunca fora), de preferência na própria embalagem em que são comercializados. Habitualmente, temos mania de armazená-los na porta da geladeira (num compartimento próprio para isso, inclusive). Entretanto, isso está errado, pois com o “abre/fecha” da geladeira pode provocar rachaduras nos ovos e alterar sua temperatura habitual – favorecendo o apodrecimento.

COMO ESCOLHER OS OVOS = ✅ Validade.
✅ Casca íntegra – rachaduras, trincas e sujeiras.
✅ Procedência e selo de qualidade na embalagem + CNPJ.

OVO X CARNE VERMELHA = os ovos são uma alternativa para os vegetarianos, devido ao alto teor proteico (comparado à carne vermelha). Um ovo de 50 g possui, em média, 6,5 g de proteínas, enquanto um bife de carne vermelha (50 g) possui, em média, 8,0 g de proteínas. Além disso, os ovos são uma rica fonte de albumina. Entretanto, existem substâncias na carne vermelha que não conseguem ser substituídas totalmente apenas pelo consumo do ovo (ex: vitamina B12).

#nutrologia #nutrology #saúde #abran #healthy — em Tv Gazeta - Afiliada Rede Globo - Vitoria -Es

Voltar

Artigos

  • Água, Hidratação e Verão
  • Veja Todas

     

    Categorias Artigos

Roger Bongestab © Todos os direitos reservados roger@rogerbongestab.com.br
(27) 3299-3918
Leonardo de Medeiros Magalhães